Sales reivindica falta de remédios para transplantados e pacientes com Síndrome Hemolítico

unnamedO deputado Roberto Sales (PRB-RJ) se reuniu semana passada com o ministro da Saúde, Ricardo Barros, para cobrar explicações sobre a falta dos medicamentos Tacrolimo e Eculizumabe, conhecido pelo nome comercial Soliris, nas farmácias de alto custo. 

O parlamentar do PRB explicou que a falta dos dois medicamentos tem prejudicado tanto os pacientes transplantados, como aqueles que possuem doenças raras, a exemplo da Síndrome Hemolítico. “O Tacrolimo é usado por pacientes que receberam rins ou fígados em transplante, e tem o objetivo de evitar a rejeição do órgão. Já o Eculizumabe, também conhecido como Soliris, é indicado para o tratamento de uma doença do sangue e dos rins, a chamada Síndrome Hemolítico, e sua falta está prejudicando o tratamento de milhares de brasileiros”, apontou Sales.

Barros se comprometeu em atender a demanda apresentada pelo deputado Roberto Sales, e informou que em relação ao medicamento Tracolimo, houve uma decisão judicial encerrando a parceria com a empresa que produzia o medicamento, mas a regularização dos estoques em todo o país já está acontecendo. Quanto ao Soliris, o ministro informou que enviou o edital para proposta de fornecimento, e que a aquisição será para um período de cinco meses. Barros informou que o tratamento anual custa R$ 1,3 milhão por paciente.

Texto e foto: Socorro Araújo / Ascom – deputado Roberto Sales

 

 

Comentário(s)

Comentário(s)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *