A pedido de João Campos, Câmara cria Comissão Especial para debater associações de socorro mútuo

PRB (B) 2018_03_13-415O Projeto de Lei 5571/2016, de deputado João Campos, que trata sobre associações de socorro mutuo, será analisado por uma Comissão Especial criada esta semana na Câmara dos Deputados. Segundo ele, a proposta vem suprir uma necessidade legal, visto que nem o novo Código Civil nem a Constituição Federal têm regulamentação especifica sobre o assunto.

“Existem vários tipos de associações, entre elas, esse tipo, que por meio de uma autogestão, realiza a repartição de custos e não tem fins lucrativos. Em 2010 o instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) divulgaram um estudo sobre fundações e associações, revelando que existem mais de 500 mil entidades sem fins lucrativos no nosso país. É inegável a eficácia”, defende.

Entre as propostas sugeridas pelo parlamentar, que vão ser debatidas pelo colegiado, está a participação de no mínimo 500 associados e o tempo de mandato dos órgãos de administração de quatro anos. “Sugerimos que as associações de socorro mútuo sejam fiscalizadas pelo Conselho Nacional de Seguros Privados e pelas Federações de Associações de Benefícios e Socorro Mútuo de cada estado que tenha mais de dois anos de fundação”, adianta.

João Campos destaca também a importância do associativismo: “É uma ferramenta para a concretização de objetivos comuns, que reforce o sentimento de cooperação, confiança, igualdade e civilidade”. Ele acredita que a prática fomenta o sistema econômico e caminha para o desenvolvimento das pessoas.

Texto Fernanda Cunha – Ascom da Liderança do PRB
Foto: Douglas Gomes

Comentário(s)

Comentário(s)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *