Projeto exclui de licitação sócios de concessionária que não concluir obra em rodovia

PRB (A) 2017_11_08-7208Tramita na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei 9613/18, do deputado Celso Russomanno (PRB-SP), que proíbe os sócios de concessionária de rodovia de participar de novas licitações e contratos quando a empresa tiver deixado de fazer obras ou serviços previstos em termo de reprogramação de investimentos. A proibição vale por dez anos.

A Lei Geral de Concessões e Permissões (8.987/95) já prevê o fim do contrato se a concessionária deixar de realizar, total ou parcialmente, as obrigações previstas no documento.

Russomanno afirma que a crise econômica dos últimos anos frustrou a expectativa de empresas de concessões rodoviárias com projeções “excessivamente otimistas” de demandas. O governo permitiu que os contratos fossem revistos.

A reprogramação, segundo Russomanno, poderia ser considerada uma “renegociação oportunista” dos termos dos contratos. “Daí a necessidade de se deixar claro que uma nova inadimplência do cronograma de investimentos não será aceita”, diz o deputado.

Tramitação
A proposta tramita em caráter conclusivo e será analisada pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Texto: ‘Agência Câmara Notícias
Foto: Douglas Gomes

Comentário(s)

Comentário(s)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.