Luizão Goulart tem emenda aprovada pelo relator da LDO

48133996308_9690dace2b_oO deputado Luizão Goulart (PRB/PR) garantiu a aprovação de uma emenda de sua autoria no relatório final da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) apresentado na Câmara dos Deputados. A proposta permite a assinatura de convênios entre a União e municípios – de até 50 mil habitantes – que tenham algum tipo de pendência identificada no Serviço Auxiliar de Informação para Transferências Voluntárias (CAUC). O texto tem o objetivo de viabilizar aos municípios tempo hábil para resolução dessas questões sem serem prejudicados com o não recebimento de recursos do Governo Federal.

Ao justificar a emenda o paranaense citou a crise financeira e afirmou que o objetivo é ajudar as prefeituras a terem os recursos garantidos. “Nossa intenção é assegurar que os pequenos municípios não sejam ainda mais penalizados caso não estejam plenamente adimplentes nos cadastros ou sistemas de informações financeiras, contábeis e fiscais da União. A crise afetou as cidades e isso faz com que sejam bloqueadas as transferências voluntárias, tornando-se um fardo insuportável para os gestores e gestoras municipais”, explicou Luizão.

É importante ressaltar que boa parte dessas inadimplências podem, e são resolvidas, em um curto espaço de tempo. Pelas regras vigentes, no entanto, por estarem com essas pendências os municípios acabavam impedidos de ter acesso aos contratos e agilizar todos os processos necessários antes da efetiva liberação dos recursos. Com a aprovação da emenda e a alteração das regras esses procedimentos ganharão bastante tempo e os prefeitos poderão caminhar com todas as questões burocráticas que envolvem a liberação de recursos federais, enquanto resolvem eventuais pendências no CAUC.

Texto: Ascom do deputado Luizão Goulart
Foto: Douglas Gomes

Comentário(s)

Comentário(s)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.