Maria Rosas sugere e CEDES fará estudo estratégico sobre Educação no Brasil

WhatsApp Image 2019-06-12 at 09.21.45A deputada Maria Rosas (PRB-SP) é a única republicana membro do Centro de Estudos e Debates Estratégicos (CEDES) da Câmara dos Deputados. O órgão técnico-legislativo da Casa é composto por 23 parlamentares que conduzem análises e estudos estratégicos para o Brasil. Por sugestão da deputada, a educação foi um dos quatro temas escolhidos para ser debatido pelo colegiado e transformado em livro no final do Biênio 2019/2020.

Segundo ela, o centro realizará debates, reuniões, seminários e congressos técnicos-científicos para aprofundar os assuntos definidos. “Precisamos pensar a educação de forma estratégica para evitar debates superficiais e isolados. Não podemos aceitar o analfabetismo como algo natural, por exemplo. Nosso objetivo é aprofundar o debate sobre as demandas mais emblemáticas da atualidade para pensar em soluções definitivas e, não apenas, paliativos”, adiantou a republicana.

Dos temas que foram selecionados para a área da educação na tarde desta terça-feira (11) destacam-se: formação, carreira e remuneração de professores, custo social da evasão escolar e impactos da Sociedade 4.0 para incluir a educação do Brasil nas novas profissões, legislações e relações de trabalho com a sociedade.
Ainda segundo Rosas, o colegiado também pretende sugerir, ao final dos estudos, um Projeto de Lei para ser enviado ao Executivo.

Saiba mais

Além de a Educação, o Centro de Estudos e Debates Estratégicos definiu como assuntos a serem pesquisados para as próximas publicações: energia, dívida pública e cidades inteligentes. Os temas escolhidos têm caráter inovador ou com potencial de transformar as realidades econômica, política e social do país.

A sociedade 4.0 é caracterizada pelo avanço da tecnologia e o seu impacto na geração e manutenção de empregos, seja pela automação de processos ou pela eliminação de vantagens competitivas como a mão de obra barata; e pelo perigo real e imediato do colapso ambiental.

Desde sua instalação em 2003 (à época como Conselho de Altos Estudos), já foram publicados 27 estudos, muitos dos quais já transformados em lei ou incorporados pelos governantes, tais como Biodiesel, TV Digital, Políticas Públicas para Banda Larga e Pré- Sal.

Texto: Mônica Donato (Ascom Liderança do PRB na Câmara)
Foto: Mônica Donato (Ascom Liderança do PRB na Câmara)

Comentário(s)

Comentário(s)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.